Labirinto de Sonhos
Um olhar de amor

Um olhar de amor

Por um pequeno momento, olhei no espelho e vi alguém que merecia ser amada… Parei alguns minutos diante de mim mesma, observei meu olhar cansado, meu cabelo desgrenhado e dentro dos meus olhos alguém que está tentando ser forte, e sendo mais forte do que até imaginava que seria. Me vi com olhos de amor, um filme de toda minha vida se passou pela minha cabeça… onde eu deixei de ser importante para mim mesma? Quando foi que eu me abandonei? Vi amor em mim, muito mais do que eu sou gentil com as pessoas, muito além do amor que dou aqueles que eu amo. Vi amor infinito, vi o amor mais puro e sereno, uma sensação de anos atrás…

Quantas vezes eu esqueci, pelos problemas e desafios da vida, deixei de cuidar de mim. Algo pequeno você pode fazer por você. Que tal um abraço? Ou algum cuidado, quem sabe uma máscara facial ou até fazer as unhas? Ou hidratar o cabelo? Sentar e ler um bom livro… Por muitas vezes eu pensei que estaria cuidando de mim se fizesse algo "importante", mas o amor está nas pequenas coisas. O amor por você mesmo se encontra naquela música que você para pra dançar, se encontra em decidir escovar o cabelo 99 vezes antes de dormir (experiência pessoal, dizem que deixa com mais brilho). O amor está no cuidado, no olhar para si e ver amor, e nada além de amor.

Esse post faz parte de um projetinho de amor do blog Labirinto de Sonhos e Dose Criativa (clique para visitar o blog da Iza)

Tenha um momento só teu
Good Things in August
Meu Bullet Journal na minha Organização
2 comentários
  • iza

    Oi Bia!
    Acho muito importante essa questão de se amar em pequenos detalhes e fazer coisas simples por nos mesmos.
    A gente diz coisas que nunca falaríamos para alguém porque sabemos que iria ofender, mas não tomamos o mesmo cuidado quando se trata da gente e somos rudes.

    eu tenho aprendido muito a me amar mais e dar valor as pequenas coisas como você citou no seu post. Não é sempre que da tempo, mas venho aprendendo a ficar linda para mim mesmo.

    • Bia

      Tenho tentado viver na linha de pensamento que eu sou mais importante que as outras pessoas, se eu trato até uma pessoa que tenho desafeto cordialmente, por que ser tão cruel comigo mesma? Precisamos de amor, principalmente amor próprio <3