Olhe para si

Olá você. Sei que é um momento delicado, coisas acontecem em sua mente, frustrações invadiram seu ser, esperanças foram jogadas no lixo. Minha esperança através dessa carta é te fazer lembrar de algumas coisas.

Encontrei um papel amassado com a seguinte escrita:

“A vejo sorrindo, com um vestido colorido e em um dia ensolarado. Ela é livre, ás vezes não sabe, mas se libertou de sua maior prisão: ela mesma. […] Mas cada lágrima se tornou em fragmentos de sua doce personalidade, como um diamante lapidado”.

É… creio que isso é sobre você. Eu sei que essa guerreira ainda está aí dentro, talvez cercada e quase sufocada por caixas e mais caixas de tristeza e frustrações. Mas a sinto. Sinto sua respiração abafada, ela está sem muito espaço e com dificuldade pra respirar. Vejo que ela não parou de lutar, está lá tentando te lembrar de quem você é, torcendo muito pra que veja o que está perdendo se afogando nesse mar de frustrações.

Olha, eu sei que a vida exige da gente respostas que ainda não temos. Mas não se atole de preocupação. Calma. Respira. Ouça sua voz interior, deixe que ela acalme seus pensamentos. Ela está lá, não para te acusar nem apontar o dedo na sua cara. Está lá para cuidar de você, te abraçar bem forte, pra te mostrar o que é realmente importante, e quão forte você é.

Vai, pare tudo que está fazendo, feche os olhos, respire fundo, uma vez mais. Preste atenção em sua respiração, preste atenção em você. Olhe para si com olhos de amor. Você merece ser amada.

Sem Comentários

Comente aí!