Ás vezes é difícil acreditar…

Há dias em que tudo se torna mais difícil. Parece até que pequenas coisas dão errado e isso me afeta de forma gigante. Nessas horas que a esperança de algo bom acontecer vai pro ralo. Os últimos dias têm sido difíceis, vou me arrastando pelos dias, pelo passar das semanas.

Hoje mesmo liberou no Facebook aqueles videozinhos de retrospectiva do seu ano. Vi alguns legais de uns amigos, aí fui ver o meu. Minha reação foi: “que merda de ano, cara”. Não que nada de “empolgante” aconteceu, porque isso não define um bom ano, mas só aconteceu coisa tensa. Eu não vou ser mentirosa e dizer que foi um ano maravilhoso, teve seus bons momentos, mas não foi. Esse ano eu novamente tentei escrever, tentei levar o projeto do livro e ele simplesmente empacou. Foi o ano de várias coisas frustradas, do desemprego batendo na porta, da saúde fodida, do emocional cagado, de frustração, de dificuldade de se manter em pé. De verdade, estou agradecendo por esse ano estar chegando ao fim. Foi tenso.

Por isso que acreditar é difícil. Ter fé que vai melhorar é difícil, é muito mais do que tentar manter um pensamento positivo, é se levantar de novo sem saber se vai levar mais um tapa na cara ou se vai ter uma mão estendida em sua direção.

 

Mesmo assim, eu faço meu possível pra acreditar. Sigo crendo que tudo vai melhorar, que boas coisas vão acontecer e que o próximo ano será diferente.

Se depois da tempestade vem a bonança, espero que essa bonança chegue logo.

E assim seguimos… ACREDITANDO.

Sem Comentários

Comente aí!